Conheça os desafios e conquistas da obra ao longo do último ano!

São Paulo, 10 de setembro de 2014. Nossa equipe chegava cedo ao Reserva Cultural, na Av. Paulista em São Paulo, para a Avant Première de um dos documentários brasileiros mais aguardados daquele ano. Tínhamos apostado muito, financeira e intelectualmente, para a conclusão da obra, e aquele momento lançaria pela primeira vez ao público as ideias revolucionárias das quais nos tornamos pequenos mensageiros.

Familiares e muitos amigos queridos estiveram conosco naquela manhã: Saulo Gomes e Dona Edna, Geraldo Lemos, Dra. Marlene Nobre, o Ricardão da Candeia, Maria Izilda da FEAL, o pessoal da DuBem produções na pessoa do Lirálcio e sua equipe, Prof. Laércio Fonseca, Ariele, Brunão Zuppone, e tantos outros cujos nomes agora talvez me fujam da memória, mas que não foram por isso menos importantes (Me perdoem! Deve ser a idade…)

A emoção era grande, do tamanho do frio na barriga quando, bem na hora do play, o filme não rodava: o som simplesmente não saía. Que mico!!! Ok, eu sei que isso já aconteceu com o Bill Gates, mas cá pra nós, ele tem mais recursos de publicidade pra superar telas azuis do que a gente tinha (ou tem)!!! Corre o Fabio para cabine de projeção para investigar e resolver o bug (como sempre!) enquanto eu subo novamente ao palco para dar aquela enrolada categórica no público, ao melhor estilo standup comedy. Rebeca? Ficou rezando horas bolas!!! Somos uma equipe multiuso!!! (risos) De “Avant Première” fomos a “Ave-maria e Pai-Nosso”!!!

Depois de 40 minutos de puro mico, o problema foi finalmente resolvido quando o estoque de piadas estava quase acabando. Um cabo não estava conectado, e se não fosse por “São Fabio dos Eletrônicos” a coisa toda teria miado.

Desde aquele primeiro play, o Data Limite nunca mais parou de ser assistido ao redor do mundo.

Nós experimentamos a alegria de ver a semente lançada e espalhada por onde quer que tenhamos passado ou não. A despeito das três palestras que fizemos em Janeiro de 2015 em Lyon, França, terem marcado o lançamento internacional, o Data Limite foi muito além. Segundo os dados de hoje, ele já foi assistido em 183 países do globo terrestre, por quase 1,5 milhão de pessoas. Isso sem contar os DVD’s, a pirataria e tudo mais.

Claro que experimentamos também muitas críticas, pressão, perseguição institucional e comentários infelizes de gente que muitas vezes sequer havia se inteirado da pauta antes de começar a falar bobagens, distribuindo vereditos do alto de sua confortável e (porque não dizer) estagnada prepotência… Era o sintoma de que novas ideias estavam se chocando com o obsoleto paradigma estabelecido! Ficamos felizes por isso também, afinal só se atira pedra em árvore que dá fruto, e fruto relevante! Trabalho ruim não incomoda ninguém!

E justamente por ser bom, por ser bem feito, com carinho, paixão e compromisso com a ética e a seriedade, o trabalho obviamente só cresceu, com palestras em todo Brasil, com o livro do Data Limite, lançado mês passado pela Citadel Editora, com as novas produções (que estão a todo vapor) e a programação semanal gratuita do Canal da Pozati Filmes no YouTube. Hoje já são algo em torno de 18.500 assinantes que recebem toda terça-feira o programa CONTEÚDO INTELIGENTE PARA UM MUNDO BEM MELHOR, cujo tema adotamos como slogan e mote principal de nossa empresa.

Pra terminar esse artigo, o que é que eu poderia dizer para vocês que nos acompanham por ocasião do aniversário de 1 ano do Data Limite?

Digo que acredito na missão de Chico Xavier. Acredito na construção de um mundo novo a partir da renovação e expansão das consciências individuais por trabalhos como o do Data Limite. Acredito que perspectivas novas provocam a renovação do ser humano e o reafirma no caminho do conhecimento e da evolução. Acredito que o seres humanos que se propõem a renovarem-se, continuamente, poderão e irão mudar o mundo! Acredito que cada vez mais os sinais ficarão mais e mais evidentes. Que a grandeza da vida e a sua manifestação em civilizações por todo universo se tornará tão óbvia e natural quanto 2+2 são 4. Que as evidências transcendentais inegáveis da multidimensionalidade da realidade farão surgir uma nova ciência pós-materialista, e uma nova espiritualidade pós-dogmática! Eu acredito que uma revolução está a caminho. E acredito que ela já começou…

Abraço grande!
Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati

Juliano Pozati

Author Juliano Pozati

JULIANO POZATI É ESCRITOR, DOCUMENTARISTA E ENTUSIASTA DE NOVAS IDEIAS QUE INSPIREM A QUEBRA DE PARADIGMAS OBSOLETOS NAS ÁREAS DA ESPIRITUALIDADE, CIÊNCIA, FILOSOFIA E UFOLOGIA.

More posts by Juliano Pozati

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.