Pozati Filmes lança mão do crowdfunding para fazer documentário sobre legado do médium

Publicado pelo Jornal O TEMPO, de Belo Horizonte, em 31 de julho de 2018. Original em https://www.otempo.com.br/interessa/a-intimidade-de-chico-xavier-1.2007237

Ana Elizabeth Diniz
Especial para O TEMPO

Tudo ia muito bem na vida do escritor e documentarista Juliano Pozati: seu filho acabara de nascer, sua empresa faturava, mas faltava algo. “Durante discreta reunião mediúnica, fiquei cara a cara com as ‘mesas girantes’, tal qual aconteceu com Hippolyte Léon Denizard Rivail (cujo pseudônimo é Allan Kardec). Foi um marco que dividiu a história da minha vida. Era como se eu reencontrasse um caminho há muito tempo ignorado em meio às prioridades materiais do dia a dia”, relembra o cineasta.

Após esse episódio, não fazia mais sentido para Pozati usar suas habilidades de comunicador para anunciar bens de consumo finitos, passageiros, efêmeros e relativos, quando, por outro lado, ressoava dentro dele “um convite para tocar o infinito, permanente, eterno e absoluto”. “Mais ainda, anunciar realidades maiores capazes de causar impacto real na vida de tanta gente que de alguma forma também quer ir além do trivial, do cotidiano, do paradigma”, diz.

Sua produtora, a Pozati Comunicação, tem quatro anos de estrada criando conteúdo espiritualista e já produziu “Data Limite Segundo Chico Xavier” (2014), “The Afterlife Investigations” (2015) e “No Meio de Nós” (2017). Foi somente no início deste ano que ela passou a se dedicar 100% a semear a liberdade integral do ser por meio do conhecimento e da vivência de si e de realidades elevadas.

O lema adotado é: “Tudo isso na certeza de que o melhor ainda está por vir”. “O caos aparente que toma conta da superfície do nosso planeta é mero espetáculo de ilusão para que a pauta dos verdadeiros interesses perca sua relevância. Mas afirmo que não perderá. Eu vejo todos os dias novos e arrojados pensadores desafiando a forma como as coisas são feitas, propondo novos rumos, novas tecnologias, novas políticas e posturas”, diz Pozati.

O projeto da vez da Pozati Filmes é o documentário “Quando Lembro de Chico: Amigos de Sua Intimidade Revelam a Grandeza do Ser de Chico Xavier”, lançado por meio do crowdfunding, plataforma que agrega múltiplas fontes de obtenção de capital. Com previsão de lançamento nas salas de cinema em outubro, o filme deverá ser visto, no primeiro ano, por mais de 2 milhões de pessoas. Para quem quiser apoiar o filme, as cotas são a partir de R$ 20.

Pozati explica que, “mais do que um registro histórico da intimidade do homem eleito como o maior brasileiro de todos os tempos, reconhecemos em Chico um exemplo viável para todos os seres que partilharão o mundo de regeneração”.

Ao olhar para trás, com os amigos de sua intimidade, o produtor deseja levar a audiência em todo o mundo a olhar para frente, descobrindo seu papel de protagonismo na construção da nova era. “Não o vemos como um homem do passado arquivado na história que se foi. Para nós, ele é o homem do futuro. O filme será um grande testamento audiovisual, não só dos exemplos de amor e fraternidade deixados por Chico, como dos frutos das sementes por ele espalhadas no coração de seus amigos mais próximos”, diz.

A produção vai se debruçar em torno dos momentos compartilhados com Chico Xavier que ainda estão vivos e presentes na memória de seus amigos mais próximos. “Eles testemunharam grandes prodígios espirituais manifestados pelo médium, como também provaram de sua humildade e simplicidade ao redor da mesa de sua casa, onde ele próprio cozinhava e servia os pratos regados à boa conversa, papo que por vezes se estendia até os primeiros raios de sol anunciarem a chegada de um novo dia. Para isso, queremos saber: quem era Chico Xavier dentro de sua casa? O que dizia? Os exemplos pregados pela personalidade pública eram vividos entre quatro paredes? Quem são algumas das pessoas que conviveram com ele?”, explica.

Fenômeno

Chico Xavier. O médium publicou 500 livros, vendeu 60 milhões de exemplares, sendo 3 milhões de unidades de “Nosso Lar”. Ele doou os direitos autorais de todos os  seus livros.

Iasmine Pereira

Author Iasmine Pereira

Jornalista, bruxona e Coordenadora de Comunicação da Pozati Filmes, Iasmine é parte do time do Círculo, uma galera que literalmente "sees dead people".

More posts by Iasmine Pereira

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.